O rio Azibo, afluente do Sabor, está na origem da barragem com o mesmo nome, construída no início dos anos oitenta. Essa barragem permitiu criar um ecossistema propício à existência de numerosas espécies de aves migratórias que atraem, durante todo o ano, a visita de muitos ornitólogos e amantes da natureza. A Área de Paisagem Protegida do Azibo foi integrada na Rede Natura 2000.

O vale do Sabor, é classificado como Zona de Proteção Especial e integra a Rede Natura 2000. Até à construção da barragem do Baixo Sabor, era um dos últimos rios selvagens da Europa. Várias ONGs tentaram travar a sus construção que, diziam, poderia colocar em perigo um vasto conjunto de habitats únicos e a memória da paisagem. A alteração da paisagem é particularmente notória para quem em 2013 realizou percurso idêntico, com início junto à Ponte de Remondes, agora submersa. O percurso em Larinho, Torre de Moncorvo, revelará a mesma paisagem intocada, do selvagem Sabor que se esvai no Douro. Acabaremos à mesa com o melhor da gastronomia da região: os inúmeros pratos de borrego da Churra da Terra Quente, o queijo Terrincho e a doçaria à base de amêndoa, em especial as conhecidas amêndoas “cobertas de Torre de Moncorvo.

Venha daí!...

Preço 185,00 € /pax *
* > 2 a 4 pax (inclui transporte)
* < 5 pax, sob consulta
DIFICULDADE: Fácil

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Translate »