COUREL dos tesos cumes que ollan de lonxe!

Eiquí síntese ben o pouco que é un home…

                                                                               Os Eidos, Uxío Novoneyra.

A serra do Courel é uma região montanhosa  situada a sudeste da província de Lugo que possui dois aspetos destacadamente diferentes de outro lugar: uma paisagem humanizada por soutos, campos de cultivo e prados e uma natureza que, nas palavras do botânico Baltasar Merino, se pode descrever como “livre, rica e exuberante”.

O Courel está inserido na Rede Natura 2000 como lugar de Importância Comunitária (LIC) e  foi declarado como Zona de Especial Proteção dos Valores Naturais. Além disso, o curso superior do rio Lor foi declarado como Reserva Natural Fluvial.

No Courel ainda podemos ver lobos e águias reais e espécies vegetais raras incluídas no Catálogo Galego das Espécies Ameaçadas e os habitats de interesse comunitário prioritário somam mais de trinta. Nos seus bosques , que se destacam pela variedade e extensão, podemos encontrar azinheiras, soutos de castanheiros centenários, sobreiros, loureiros, teixos, carvalhos, aveleiras, vidoeiros, faias e sorveiras. Junto às linhas de água, de grande pendente, encontramos zonas densas de bosque de espécies autóctones, aqui chamadas de “devesas”, que constituem a reserva botânica mais importante da Galiza. A mais importante é a Devesa de Rogueira, um verdadeiro paraíso para os amantes da natureza, como teremos oportunidade descobrir no passeio a pé

que por lá faremos.

Sustentando toda esta variedade biológica, encontramos as rochas mais arcaicas da Península Ibérica, como as lousas, os xistos e os quartzitos que  com  os afloramentos de rochas calcárias fornecem uma grande variedade de substratos. O maior pico da serra do Courel é o de Formigueiros (1.639m).

São essas terras, gentes e cultura que VIDABOA vos propõe descobrir, numa época do ano em que a paisagem se torna verdadeiramente encantatória com a habitual “sinfonia” telúrica de tons outonais. Venha daí!…

 

 

Deixe uma resposta